Na tarde de hoje o Botafogo decidiu não só fechar o treinamento, como não mandar Eduardo Barroca atender os jornalistas na entrevista coletiva. A decisão se dá por conta da má fase que atravessa o clube junto ao medo de que novas manifestações, como a invasão de quarta-feira, possam tumultuar mais ainda o ambiente.

O fato do treino ser fechado, foi até bem aceito. É normal em um treinamento que precede um clássico o treinador junto aos atletas preferirem trabalhar em privacidade. Mas o fato de Eduardo Barroca não participar da tradicional coletiva de toda sexta-feira incomodou não só os torcedores, como os jornalistas que cobrem o dia a dia do clube. Muitos deles inclusive se manifestaram contrariando a decisão em suas redes sociais.

Vale ressaltar que, a decisão de não aparecer na entrevista não partiu de Eduardo Barroca. Foi uma recomendação que partiu da diretoria do clube buscando blindar o treinador. Sendo assim, quem sai prejudicado é o torcedor Botafoguense que não terá suas dúvidas sobre o momento atual e sobre o jogo de domingo sanadas pelo treinador.