Mais de um ano após compra,  Botafogo ainda não tem previsões concretas de quando poderá usufruir de seu novo CT. A aprovação da compra foi feita no dia 07/11/2017 em reunião extraordinária e a assinatura da escritura saiu apenas no dia 25/04/2018. Até hoje, o clube não exerceu nenhuma de suas atividades no local. 

O espaço Lonier, localizado em Vargem pequena que possui 200.000 m² junto a uma estrutura com auditório, vestiários, restaurantes, além de um hotel com 40 quartos com capacidade para receber até 180 pessoas, foi adquirido pelo clube com a ajuda dos irmãos Moreira Salles para que fosse utilizado como um grande centro de treinamento que integraria a base junto ao profissional. O custo foi de 20 milhões de reais pelo espaço somados a mais 5 milhões de reais para reformas de adaptação das instalações. 

O dinheiro dos irmãos será devolvido em um prazo de 30 anos, em 360 parcelas corrigidas pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor). Para completar esse valor também haverá uma porcentagem de jogadores formados no CT.

No fim de 2017, ao aprovar a compra do local, imaginavas-se que já no segundo semestre de 2018 o clube já migraria para o espaço. Esse período foi adiado para a pré temporada de 2019 e depois não houve nenhum tipo de previsão. Isso porque as obras nunca tiveram sequência. Chegaram a dar inicio algumas vezes mas sempre em ritmo lento até serem largadas de vez por falta de dinheiro.

Em entrevista a rádio Brasil, o Vp executivo do clube, Luis Fernando Santos, disse que o clube havia colocado as obras para o ano de 2019 para serem tocadas junto ao “projeto investidores”. Porém, o clube haviam sido retomadas há 20 dias. Segundo apuração do resenha alvinegra, não há nenhum tipo de movimentação em relação a isso. As obras continuam paradas sem uma previsão de volta por falta de dinheiro.

Categories: Notícias