Antes prioridade, e até promessa de campanha, a chegada de um camisa 10 parece estar cada vez mais longe da realidade do Botafogo. Com 17 jogadores contratados, e um orçamento curto, o clube hoje não descarta a possibilidade, mas admite que as dificuldades podem deixar a posição “em aberto”.

Para a função, como posição de origem, o Botafogo conta hoje com Felipe Ferreira, Ricardinho e Cesinha. Os dois primeiros, ainda não conseguiram desempenhar um bom futebol e cada vez mais perdem espaço no elenco. Já Cesinha, parece não agradar ao técnico Marcelo Chamusca. Com ele, o meia atuou apenas 33 minutos somando campeonato carioca e copa do Brasil.

Em busca de uma solução, Chamusca pode improvisar alguns jogadores que costumam jogar com ele pelos lados do campo como Ênio, Marco Antônio, Chay…

Apesar da falta de perspectiva, uma nova contratação não está descartada. Porém, para que isso aconteça, o Botafogo teria de achar uma aposta certeira ou um atleta disposto a abaixar consideravelmente seus salários, o que é visto com extrema dificuldade internamente.

Categories: Elenco