Ao fim da entrevista coletiva, nsta quinta-feira em General Severano, Gustavo Noronha e Nelson Mufarrej foram questionados a respeito do polêmico caso envolvendo Marcio Padilha, vice-presidente de comunicação, que afirmou que a torcida abandou o Botafogo, no Twitter. 

Botafogo pede desculpas à torcida por crítica de Marcio Padilha e esclarece caso irmãos Moreira Salles

Reprodução/Band

– Estamos avaliando. Teremos uma reunião na segunda-feira. Realmente não foi um fato muito bom. Mas temos que ver o que vamos fazer. Acho que temos preocupações maiores nesse momento e por isso estamos aqui. Se a torcida se sentiu mal, a gente pede desculpas. A torcida é nosso patrimônio. Sem ela o clube não existe. Se hoje temos seis milhões de torcedores, eu gostaria que fôssemos 60 milhões. Estamos buscando isso. Vamos prestar atenção nos jogos importantes que temos pela frente. O último da Taça Guanabara e os três de mata-mata por Copa do Brasil e Sul-Americana. O treinador precisa de tranquilidade. E nós precisamos da torcida no Nilton Santos na próxima quarta-feira. Não sou contra vaiar, pedir empenho. Mas não considero o Botafogo um time sem vergonha. Problemas existem, mas vamos passar por eles.