O técnico Luís Castro fez questão de exaltar todo o empenho do jovem Matheus Nascimento na partida de ontem contra o Ypiranga. Após ter passado uma semana com a seleção Brasileira sub-20 para a disputa de amistosos na Espanha, o jogador teve pouquíssimo tempo para descansar e toda a dedicação foi elogiada pelo técnico.

“Parabéns a quem tem a capacidade, como o Matheus teve, de entender que tinha que se sacrificar pela equipe até seu limite. Gosto de jogadores assim, com esse caráter, que chegou de uma viagem sem dormir, dormiu quatro horas durante o dia e foi para o jogo. Esse é o espírito de um bom profissional do futebol”.

Com a necessidade física de poupar Tiquinho Soares, Luís Castro confessou na coletiva que ficou receoso de colocar o atacante Janderson, que entrou no segundo tempo, no time titular pela primeira vez e por conta disso se tinha a necessidade de contar com Matheus Nascimento. 

“Queria porque temos três jogadores para a posição: Tiquinho, Matheus e Janderson. A melhor forma de proteger os nossos jogadores mais jovens e não expô-los a uma situação de grande agressão. Percebíamos que o Janderson, que nunca tinha sido titular, necessitava ser protegido por mim, embora eu tenha toda a confiança nele. O Matheus é um jogador de Seleção, que já jogou muitas vezes, que embora tenha tido uma grande viagem, nós também viemos de várias viagens longas, viagens sem dormir”.

Ao final da partida, Matheus Nascimento também comentou sobre toda a logística cansativa que teve de fazer para estar em campo:

“Cheguei hoje às 11h da Europa, o professor me pediu para ficar à disposição. Atendi o pedido dele e estou aqui para guerrear pelo Botafogo. Estou muito feliz pelo gol, quero agradecer pelo gol e à equipe toda pela confiança que está me dando”;

 

Categories: Notícias