Joia de 16 anos assinou primeiro vínculo profissional nesta semana e terá atenção especial tanto na base como da comissão técnica principal do clube alvinegro

Depois de assinar o primeiro contrato profissional com o Botafogo, o foco de Kauê volta 100% para o campo de futebol. E o garoto já tem algumas novidades no dia a dia. Capitão do time sub-17, o volante foi promovido para o elenco sub-20 e pode ganhar chances até no elenco profissional, mesmo aos 16 anos.

Kauê assinou por três temporadas com o Botafogo, com multa de quase R$ 300 milhões. A expectativa é grande, mas o clube prega calma internamente. A cautela é para não queimar uma promessa que tem potencial, frequenta as divisões de base da seleção brasileira e acabou de completar 16 anos, no fim de outubro.

Por isso, o planejamento aponta que o volante será integrado à rotina do elenco profissional aos poucos. Por enquanto, ele continua oficialmente como atleta do sub-20 para treinos e jogos. Mas será convocado para algumas atividades no Nilton Santos e, a depender da necessidade e da avaliação da comissão técnica, pode até ser relacionado.

O plano é parecido com o que já está posto em prática em relação a outra grande joia, Matheus Nascimento. O camisa 9 chegou a ser promovido para o time principal, mas teve pouco espaço e voltou para a base para jogar e não perder ritmo. Ele ainda trabalha com o elenco de cima, mas é liberado toda vez que o treinador sinaliza que não vai aproveitá-lo na rodada.

Kauê chegou ao Botafogo em 2017 e é visto com expectativa desde os primeiros jogos. O volante é convocado para a Seleção desde a categoria sub-15. No momento, ele está com o time sub-17 do Brasil para período de treinos em São Paulo, em preparação para o Sul-Americano de 2021.

Fonte: Ge

Categories: Notícias