Após a saída do presidente do conselho Fiscal e do vice presidente de futebol, o próximo a deixar seu cargo vago no Botafogo deve ser o vice presidente executivo Luis Fernando Santos. Cercado de desconfiança por não prestar esclarecimentos de contratos do estádio ligados a cia Botafogo, o dirigente até hoje não respondeu o ofício entregue em reunião do conselho deliberativo.

No dia 24 de setembro Carlos Eduardo Godinho e Antônio Ferraz Júnior, atuais conselheiros fiscais do clube, protocolaram um ofício que apresentava questionamentos ligados a figura de Luis Fernando Santos em possíveis favorecimentos e irregularidades em contratos do estádio Nilton Santos. Estatutariamente, o ofício deveria ter sido respondido em 10 dias. Já se passaram mais de 40 dias e até hoje não houve respostas. O que só aumentam os questionamentos e a desconfiança.

De lá pra cá, o Botafogo teve prejuízo em todos os jogos no estádio Nilton Santos. O clube não obteve lucro nem com seu maior público no ano. Nem os mais de 22 mil presentes contra o Cruzeiro foram suficientes para que o clube fugisse do déficit. O borderô apresenta um prejuízo de quase 100 mil reais. E como em todos os outros, podem ser observados valores inexplicavelmente altos em itens como: Controle de acesso, despesa operacional do estádio, despesa operacional, confecção de ingressos, entre outros…

Ao que tudo indica, Luis Fernando deixará o Botafogo sem prestar as devidas explicações.

Categories: Notícias