O torcedor Botafoguense mais uma vez irá passar o fim de ano com a calculadora na mão enquanto assiste os jogos do glorioso. Com 33 pontos, uma tabela difícil e um time que não passa confiança, o fim de ano promete emoções aos alvinegros.

Porém, se olharmos para o que o time já produziu, pode se salvar com certa tranquilidade. Se pegarmos os 9 últimos resultados do fim do 1° turno, e colocarmos nos 9 jogos restantes, o clube chega aos 12 pontos necessários para chegar aos 45 pontos. Para os matemáticos, esse ano poderemos ter clubes se salvando com 42 pontos. O que torna os 45 um número confortável. Veja os resultados dos últimos 9 jogos do primeiro turno.

Cruzeiro 0 x 0 Botafogo. – 1 ponto.

Botafogo 0 x 1 Santos. – 0 pontos.

Flamengo 3 x 2 Botafogo. – 0 pontos.

Avaí 0 x 2 Botafogo. – 3 pontos.

Botafogo 2 x 0 Athlético Paranaense. – 3 pontos.

Corinthians 2 x 0 Botafogo. – 0 pontos.

Botafogo 0 x 0 Chapecoense. – 0 pontos.

Internacional 3 x 2 Botafogo. – 0 pontos.

Botafogo 2 x 1 Atlético MG. –  3 pontos.

Ceará 0 x 0 Botafogo.- 0 pontos.

Claro, a realidade do segundo turno é outra tendo em vista que a inversão do mando de campo tem influência direta na dificuldade do jogo. Porém, se olharmos os jogos de mando invertido, o Botafogo terá uma sequência até mais fácil daquela em que conseguiu os 12 pontos. Por exemplo, Cruzeiro, Flamengo, Corinthians e Internacional que possuem times melhores e um fator casa muito forte, dessa vez terão de jogar no Nilton Santos. O que não garante uma vitória, mas é uma vantagem inegável. Avaí e Ceará são outros dois jogos em casa que proporcionam a obrigação de 6 pontos. A chapecoense que pegamos fora, possivelmente já estará rebaixada, o que facilitaria um pouco. Caso parecido com o do Atlético Mineiro, que talvez não esteja almejando mais nada na competição e jogue sem responsabilidades. Santos e Athlético Paranaense fora de casa são os jogos que não tem muito o que fazer. O Santos atrás do G4 e o furacão que mesmo sem ambições, tem jogado e complicado a vida de todos que o enfrentam são jogos que um empate já seria um cenário quase impossível.

Mas o que podemos tirar de conclusão final é que, apesar das dificuldades, o Botafogo tem total capacidade e uma tabela que só depende dele para ter um final de ano sem desespero. A torcida terá papel fundamental nos jogos em casa e já deve começar na quinta-feira, contra o Cruzeiro, no estádio Nilton Santos.