Imagem relacionada

Paraguai – Com o técnico Marcos Paquetá muito pressionado no comando do time, o Botafogo estreia na segunda fase da Copa Sul-Americana. A partida contra o Nacional começa às 19h30 (de Brasília), no Estádio Defensores Del Chaco. O adversário ocupa a décima colocação no Campeonato Paraguaio, que começou recentemente. Em três jogos, perdeu um e empatou dois.

Os jogadores alvinegros fizeram ontem o treino de reconhecimento do gramado no estádio, palco de ótimas lembranças para o Botafogo. Foi lá que, ano passado, o time trouxe a classificação à fase de grupos da Libertadores da América empatou em 1 a 1 com o Olimpia e venceu nos pênaltis, com Gatito Fernández brilhando.

Paquetá, que tem apenas uma vitória no comando do time perdeu os outros três jogos sabe que um mau resultado hoje o deixará por um fio no clube. Ainda mais porque a competição sul-americana é a esperança para que o Botafogo consiga bons resultados financeiros com cotas por fases disputadas e rendas no Estádio Nilton Santos.

Na partida de hoje à noite, ele poderá contar com o retorno de Rodrigo Lindoso e Pimpão, que estavam suspensos na derrota por 3 a 0 para o Inter, domingo, e de Leo Valencia e Kieza, que foram poupados em Porto Alegre. Os desfalques serão Moisés, lesionado, e Aguirre, ainda cumprindo suspensão imposta pela Conmebol no ano passado.

Para o jogo de sábado, em casa, pelo Brasileiro, contra o Santos, a lateral-esquerda é um problema. Moisés fez exame de imagem que apontou lesão muscular no adutor da coxa esquerda e dificilmente terá condições de estar em campo. O substituto, Gilson, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No elenco, as opções são Yuri e Jonathan.

Conteúdo de O Dia