Eduardo Barroca enfrenta no momento a pior sequência de derrotas na sua curta vida de treinador entre os profissionais. Apesar da fase ruim, o técnico não abre mão de tentar ao máximo tirar o peso dos jogadores. Nos últimos três jogos saindo com o resultado negativo, Barroca assumiu a responsabilidade e exaltou o grupo. Veja o que o treinador disse após a partida de ontem:

– A gente precisa nesse momento de não falar muito e continuar trabalhando, levantar a moral dos jogadores. Mais uma vez eu estou de peito aberto para defender meus jogadores, que estão se dedicando e tentando de todas as formas. Não estamos indo para a guerra, já estamos na guerra. Precisamos nos reerguer porque a competição tem essa característica em alguns momentos você oscila, precisamos fazer um grande jogo e vencer o Fluminense para quebrar essa sequência. Ainda temos uma gordura na pontuação, mas precisamos ganhar para voltar a brigar por algo grande – disse Barroca.

O treinador também comentou momentos do jogo. O técnico disse que sua equipe conseguiu bater de frente com a equipe do Fortaleza até tomar o primeiro gol, mesmo com as dificuldades.

– Eu achei que no Primeiro tempo a gente equilibrou as ações, criamos algumas chances. A gente teve a primeira grande do jogo com o Cícero, tivemos chances de bola parada, um escanteio do Marcinho bem parecido com o gol que a gente tomou, uma jogada de lateral ensaiada. Mas a equipe do Fortaleza nos colocou algumas dificuldades principalmente na imposição física, num jogo com muita velocidade com Edinho, Osvaldo, Romarinho e depois o André. No segundo tempo, o Fortaleza voltou com ímpeto grande, fez um gol no início que foi anulado. Depois do seu gol de bola parada, nossa equipe tentou buscar o empate de todas as formas. – Afirmou Barroca.

O próximo confronto do Botafogo será no Domingo, contra o Fluminense no estádio Nilton Santos.