Membros da diretoria vinculados ao grupo político Mais Botafogo, que atualmente gere o clube, protagonizaram cenas de barbárie após a derrota para o Cruzeiro. O conselheiro de oposição Carlos Godinho junto ao sócio proprietário Fred Bastos, foram agredidos por membros do grupo no setor Oeste inferior do estádio Nilton Santos..

Tudo se deu início ao fim do jogo, quando torcedores, incluindo o Conselheiro Carlos Godinho, irritados com a situação do clube despejaram gritos de protesto a diretoria dizendo: “acabaram com o Botafogo”. Questionando praticas que levaram o Botafogo ao atual momento. Enquanto protestava pacificamente, membros do Mais Botafogo que estavam por perto , vieram em direção a Godinho. Ricardo Wagner (aos berros) e  Alexandre Cardoso (visivelmente alterado) tentaram intimida-lo a base de xingamentos perguntando se aquelas palavras eram direcionadas a eles.

Carlos no momento, estava de mãos dadas com a filha Yorrana e pediu que houvesse respeito por parte dos agressores. No meio da confusão, um dos membros do Mais Botafogo partiu para a agressão Física sendo impedido pelo sócio proprietário Fred Bastos que o derrubou para se defender. Ao tentar se esquivar, Godinho puxou a filha para trás. No ato inclusive, a menina acabou torcendo o tornozelo. Enquanto Fred Continha a tentativa de agressão, caiu ao chão e foi covardemente agredido pelos demais membros do grupo que despejaram socos, chutes e pontapés. Fred e Yorrana foram para no hospital após a confusão.

A gestão do Mais Botafogo se tornou uma verdadeira ditadura. A ponto de não serem aceitas críticas a diretoria. O histórico mostra que dois sócios proprietários (Kátia Regina e Rafael Mois Kastrup), já tiveram tentativa de cassação do seu título ao se posicionarem contrários a atual gestão. Kátia inclusive após passar por um grave problema de saúde onde precisou de bolsas de sangue, teve de ouvir do mesmo conselheiro que participou das agressões na data de ontem que havia se “arrependido da doação” para ajuda-la. Tudo por conta de críticas. Outro caso grave que demonstra uma verdadeira ditadura aconteceu a pouco tempo quando conselheiros de oposição apresentaram um ofício pedindo esclarecimentos sobre as contas do estádio que possuem valores extremamente questionáveis. O ofício  estatutariamente, deveria ter sido esclarecido em no máximo 15 dias. Meses se passaram, e nada. O que você acha dessa forma de atuar da atual gestão torcedor?

Categories: Notícias