fbpx

Em sessão no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) realizada nesta segunda-feira, Rildo, em votação unânime, pegou longo gancho pelo lance com João Paulo. O atacante está suspenso até o volante do Botafogo voltar a treinar ou no máximo 180 dias. O Vasco, de acordo com o advogado, vai recorrer da decisão.

O julgamento

O jogador foi denunciado no artigo 254 II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O advogado do Vasco Paulo Rubens Máximo foi o responsável pela defesa. O relator Fernando Barbalho Martins avaliou o caso como gravíssimo e pontuou outros lances violentos de Rildo na carreira – em 2011, quando “agrediu árbitro com pontapé”, e 2015, “causando danos no rosto do goleiro Vanderlei”.

Durante depoimento – que durou pouco menos de dez minutos -, Rildo justificou os outros casos citados pelo relator como imaturidade (com o árbitro) e acidente de trabalho (com Vanderlei e João Paulo). O atacante ainda lembrou a visita que fez para João Paulo no hospital.

A entrada de Rildo em João Paulo aconteceu aos três minutos de jogo, vencido por 3 a 2 pelo Vasco. João Paulo fraturou a fíbula e a tíbia e passou por cirurgia na segunda-feira. Árbitro da partida, Leonardo Garcia Cavaleiro foi suspenso pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) por tempo intedeterminado.

Fonte: globoesportes

Categorias: Notícias

1 comentário

Ivo · março 27, 2018 às 2:02 am

O arbitro deve ser banido!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *