O Jornal O Globo procurou alguns dirigentes do futebol brasileiro para opinar, na visão deles, qual caminho o Botafogo deveria tomar em termos de planejamento daqui pra frente. A reportagem ouviu dirigentes empregados nas séries A e B, disponíveis no mercado e outros que preferiram não se identificar.

Já o Globoesporte.com, foi um pouco mais direto. A reportagem conversou com Antônio Lopes, Diretor de futebol responsável pela montagem do elenco que disputou a série B em 2015 e vivia realidade parecida.

Todos os profissionais ouvidos, deram opiniões semelhantes.

Começando com o fato do Botafogo entender o rebaixamento já como inevitável e ganhar tempo utilizando o tempo que resta para dar início ao trabalho do ano que vem. O primeiro passo, seria diagnosticar os atletas que não ficarão no clube no ano que vem e já buscar uma forma viável de se desfazer deles.

Segundo, usar os 9 jogos que faltam para testar aqueles que pouco tiveram oportunidades durante o ano para avaliar se servem ou não para a próxima temporada.

Como montagem de elenco, foi sugerido que o Botafogo entendesse a diferença das duas competições e que deve ser analisado o perfil dos atletas para ver se há um entendimento de como funciona o futebol na série B.

Por conta das dificuldades financeiras, o garimpo de contratações tem que ser muito bem feito e certeiro. Uma mescla de jogadores mais experientes com os jovens da base é muito bem vista nessas situações.

O Botafogo deve passar por uma reformulação bem parecida com a que ocorreu em 2014. Do elenco que foi rebaixado, apenas 8 viraram o ano como jogadores do clube.

A nova diretoria corre em busca de um diretor executivo de futebol para o quanto antes, comece essa reformulação.

Categories: Notícias