Luiz Fernando custou R$ 2,5 milhões aos cofres do Botafogo e foi o reforço que exigiu mais investimento financeiro da diretoria alvinegra em 2018. Vindo do Atlético Goianiense, o meia, que também pode ser um atacante pelos lados, ainda não embalou, apesar de ter feito algumas boas atuações.

Titular durante todos os sete jogos do período de Felipe Conceição como técnico, Luiz Fernando não voltou a iniciar um jogo desde a chegada de Alberto Valentim, mas jogou em três oportunidades com o novo treinador, sempre entrando no segundo tempo.

Autor de nove gols em 2017, o jogador ainda não comemorou com a camisa do Botafogo. Contra o Macaé, ainda pela Taça Guanabara, acertou a trave. Sempre muito elogiado pelos companheiros, Luiz Fernando parece ainda estar se adaptando a realidade da camisa que veste a partir deste ano. Em entrevistas, sempre demonstra timidez.

Uma nova chance na equipe titular pode surgir em breve, talvez até mesmo amanhã, contra o Volta Redonda. Prezando pela repetição e escalando os mesmos 11 jogadores em todas partidas até aqui, Alberto Valentim pode não contar com Ezequiel. O jovem sofreu uma pancada nas costas contra o Bangu e treinou separado do elenco durante a semana.

Caso ele realmente não possa jogar, abre espaço no time para a volta de Luiz Fernando, que também teria a competição de Leandro Carvalho. Marcos Vinícius, que entrou bem contra o Bangu, e Brenner correm por fora.

Extra

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *