O Botafogo, ao que tudo indica, jogará a série B da próxima temporada. Consequentemente, as receitas do clube cairão drasticamente obrigando a diretoria cortar o máximo de gastos possíveis e enxugar consideravelmente a folha salarial.

Por conta de contratos bem amarrados, o Botafogo terá muito trabalho na hora de tentar se desfazer de dois dos seus maiores contratos da folha hoje, os de Cícero e Kalou.

Cícero tem contrato até o fim do campeonato brasileiro, em fevereiro. Mas uma cláusula de renovação automática através de gatilhos previstos anteriormente irão renovar o vínculo até o final do ano.

Kalou tem um caso diferente. o atleta já possui um contrato válido até o fim de 2021. Mas havia sido divulgado no início do ano, logo na chegada do marfinense, que o contrato possuía uma cláusula de rescisão opcional que ambas as partes poderiam acionar se bem entendessem.

O jornalista Thiago Franklin trouxe hoje em seu canal a informação de que, segundo o contrato, apenas Salomon Kalou tem a oportunidade de rescindir quando quiser. E não ambas as partes como antes divulgado.

Com essas duas pendencias contratuais, o Botafogo terá de depender da vontade de ambos os atletas para resolver o seu futuro. Como antes dito, os jogadores citados possuem dois dos maiores salários do elenco. O clube não teria condições d arcar com estes valores na série B.

Uma renegociação terá de ser feita. Ou para abaixar drasticamente os salários, ou para uma rescisão amigável.

Categories: Notícias