O técnico Marcelo Chamusca foi a coletiva de imprensa após a partida diante o Flamengo e, após mais uma falha de Marcelo Benevenuto, acabou sendo perguntado mais de uma vez sobre o tema e se mostrou incomodado com o tema.

O treinador de início, disse não ter visto o lance do gol detalhadamente ainda, mas fez questão de afirmar que seria injusto individualizar a culpa em apenas um jogador nesse momento.

– Eu acho que o Marcelo, se eu não me engano é o sexto jogo dele comigo. Nos quatro anteriores, com exceção do Vasco. E eu não sei se é justo colocar na culpa do atleta um lance que originou o escanteio. Não estou querendo defender o Marcelo, mas querendo ser justo. Nos quatro primeiros jogos não teve qualquer tipo de problema. Conversamos bastante e vemos nele algumas qualidades interessantes, principalmente no perfil da competição que vamos disputar. Sabemos que há um desgaste e temos esse cuidado. Em relação ao Marcelo é isso.

Com a sequência de perguntas do mesmo tempo quanto a sequência do atleta na equipe titular, Chamusca alertou para a falta de opções que o setor que foi para o jogo com os desfalques de Carli, não regularizado a tempo e Souza com a Covid19.

– Nós hoje tínhamos quatro opções para o setor, os dois que jogaram, o Gilvan e o Ewerton, que é um garoto da base. Com a ausência do Sousa e a não-regularização do Carli, a gente tem poucas opções para o setor. A gente vai analisar essa situação para o próximo jogo com calma. Não gosto de individualizar, pois no futebol a maioria das situações são coletivas. Não vamos inventar, nem expor nenhum jogador.

Já para a partida contra o Nova Iguaçu, no próximo domingo, o treinador avaliará quais as opções disponíveis para escolher a melhor dupla de zaga. Mas também, destacou que considera injusta a personificação da culpa em Benevenuto, apesar dos erros recentes.

– Eu vou analisar o gol que sofremos. Falei anteriormente, a função do treinador é analisar a perfomance do atleta, o contexto de cada jogo e cada situação. Analisar o que a gente entende o que é melhor para o Botafogo. Se a gente entender que é melhor para o Botafogo começar com outra formatação, sem problema nenhum. A verdade é que neste momento, acabamos de receber o Gilvan. O Carli ainda não tem condição de jogar. O Sousa teve o problema do covid. A partir do momento que nós tivermos todos os jogadores à disposição, qualquer um deles poderá jogar. Tudo será decidido com boa análise e tranquilidade. Eu sou contra qualquer tipo de injustiça. Não podemos individualizar. Temos que ter calma.

Categories: Elenco