fbpx

Apresentado oficialmente nesta quarta-feira, o lateral-esquerdo Moisés foi o quinto reforço contratado pelo Botafogo para a temporada. E não deve parar por aí. A diretoria busca mais duas contratações para fechar o elenco para o Campeonato Carioca, mas vai precisar correr. O prazo de inscrição de jogadores no estadual termina na sexta-feira da semana que vem, antes do clássico contra o Flamengo pela Taça Rio.

Durante a apresentação de Moisés, o vice-presidente de futebol alvinegro, Gustavo Noronha, explicou que o clube vem estudando nomes há algum tempo, e um deles foi o do lateral-esquerdo, aprovado posteriormente por Alberto Valentim. O novo técnico não apresentou nenhuma lista de reforços para a diretoria, mas fez algumas indicações em cima do que o Botafogo procura. As posições não foram reveladas.

– Não encerramos ainda. Temos mais duas negociações em andamento. A gente tem uma captação do setor de inteligência do Botafogo, que analisa competições e traz valores que nós buscamos. Fizemos o caminho inverso, apresentamos os nomes para o Alberto (Valentim) e pedimos a opinião dele, como ele enxergava essas possibilidades. A primeira foi sobre o Moisés, ele se debruçou na contratação e ficou muito satisfeito com a vinda dele. Ele (Valentim) fez uma ou outra sugestão, mas não uma lista de reforços – disse Noronha.

Aguirre esteve muito próximo de fechar com o Botafogo (Foto: Divulgação/Nacional-URU)

Aguirre esteve muito próximo de fechar com o Botafogo (Foto: Divulgação/Nacional-URU)

Questionado sobre contratações logo depois, em coletiva de imprensa após o treino no Nilton Santos, Valentim fugiu pela tangente:

– O que a gente entende de reforços? Quanto mais pudermos qualificar o elenco, vamos fazer. Obedecendo o orçamento do clube, as características dos jogadores… O futebol é muito dinâmico, se precisarmos vamos conversar e tentar contratações.

Aguirre e Rony: cartas fora

A volta do Botafogo ao mercado se deve ao fato de duas negociações, antes encaminhadas, terem esfriado: com Aguirre e Rony. O atacante uruguaio da Udinese, da Itália, declarou amores pelo clube e fez a diretoria se movimentar para levantar US$ 250 mil (cerca de R$ 800 mil) pelo empréstimo. Porém, o alto investimento e o risco de demorar a jogar, pela recente cirurgia no joelho, fizeram a diretoria recuar. Dirigentes nem estão mantendo mais contato com o empresário Pablo Betancourt.

Com Rony, por sua vez, existia um acordo para sua contratação desde que conseguisse uma liberação do Albirex Niigata, do Japão. Porém, o clube asiático fez jogo duro. O atacante viajou para o país e chegou a publicar em seu Instagram que iria “tentar até o último suspiro”, mas não avançou e já admitiu a pessoas próximas de que o Botafogo o comunicou da desistência.

Globoesportes

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *