CBF passa a contar o isolamento 10 dias a partir do recolhimento do exame que testou positivo para Covid-19. Técnico só poderá voltar a treinar o clube a partir de quinta-feira

O técnico Eduardo Barroca ainda não voltará ao dia a dia de trabalho do Botafogo. Apesar de estar sem sintomas, o técnico ainda tem que cumprir os 10 dias de isolamento exigidos pela CBF. A entidade começa a contagem a partir do recolhimento do exame. Por isso, Barroca não estará à frente da equipe contra o São Paulo nesta quarta-feira. A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Thiago Franklin e confirmada pelo ge.

A confirmação da confederação veio nesta manhã, depois de mais exames. Ainda sem Barroca no banco de reservas, quem comandará o time às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, pelo jogo adiado da 18ª rodada do Brasileirão, será o auxiliar Felipe Lucena.

Sem ele, quem comandou o Bota foi o auxiliar técnico Felipe Lucena. Junto de Lúcio Flávio, o assistente deu os treinos durante toda a última semana e também na segunda-feira.

Barroca apresentou sintomas no último dia 29. Desde então, teve confirmada a Covid-19, foi afastado e trabalhou virtualmente. Por conta da contaminação, o treinador não esteve presente no clássico do último sábado, na derrota para o Flamengo.

O Botafogo vai tentar encerrar a sequência de cinco derrotas seguidas, a segunda maior do clube na era dos pontos corridos. O time soma 20 pontos e tem cinco a menos do que o último colocado na tabela antes do Z-4, o Sport.

Fonte: GE
Categories: Notícias