Após resultados ruins, grupo político de Mufarrej pressiona Alberto Valentim

Publicado por admin em

Alberto Valentim chegou ao Botafogo e, de cara, flertou com o sucesso ao conquistar o Campeonato Carioca sobre o Vasco. A evolução do trabalho em relação ao antecessor Felipe Conceição era clara e o otimismo tomou conta do clube e da torcida. Porém, o desempenho não só estagnou como regrediu.

Alberto Valentim não conta com aprovação unânime e balança no cargo no Botafogo

O Botafogo acumulou tropeços para América-MG, Vitória e Ceará, sendo os dois últimos no Nilton Santos (Engenhão). Eram vitórias que estavam no planejamento para seguir na luta por melhores posições no Campeonato Brasileiro. A decepção neste sentido foi grande e deixou Alberto Valentim em xeque.

Dois problemas se destacam. O primeiro é o retrocesso apresentado em campo. Há alguns jogos o time apresentava um padrão tático e tinha atuações melhores. Além disso, a dificuldade de encarar times que jogam fechados, casos de América-MG, Vitória e Ceará e, consequentemente, os tropeços, pesam na análise.

Vale ressaltar, no entanto, que há uma divisão na diretoria. O grupo político do atual presidente Nelson Mufarrej, Mais Botafogo, está descontente e pediu a cabeça de Valentim. Membros da cúpula do futebol, no entanto, pensam diferente e ainda acreditam que o treinador poderá dar a volta por cima e retomar o bom futebol já apresentado há poucos jogos.

A tendência é que Valentim tenha tempo de mostrar que poderá recuperar o prestígio até a parada para a Copa do Mundo. Isso quer dizer que ele terá mais dois jogos pela frente para mudar afastar a rejeição de pessoas influentes nas tomadas de decisão do Botafogo.

Neste domingo, o Alvinegro tem o Bahia, em Salvador, como o próximo desafio. Por fim, o Botafogo receberá o Atlético-PR, no Nilton Santos, na quarta-feira. Esses serão os dois jogos antes do recesso para a disputa da Copa do Mundo. O período será importante para treinar e resolver os problemas da equipe. Resta saber quem será o comandante.

Conteúdo de UOL
.
.

Categorias: DestaquesNotícias

3 comentários

Moisés Missias de Souza · junho 8, 2018 às 3:11 pm

Não existe hora melhor pra trocar o comando do que agora, seria uma mini pre-temporada para o novo técnico… tchau Valentim

Danilo · junho 8, 2018 às 4:11 pm

Acredito que o maior problema é justamente a “política”. Não entendo porque Léo Valência ainda tem vaga nesse time. Não entendo porque Aguirre não entra logo. Não dá pra deixar Luis Fernando e Renatinho no banco. Menos Política / Mais liberdade

MILTON REIS · junho 9, 2018 às 2:27 am

Não acredito, que vai começar essa asneira, de politicagem , dentro do futebol. Porque essas pessoas, que estão descontentes, e sabem atual o motivo do decréscimo das atuações, não metem as mãos nos bolsos, como em outros clubes, e trazem jogadores de gabarito?! Tragam um grande 10, um meia que possa arrumar o time. O treinador nenhuma vulva tem!!! O NOSSO ELENCO É FRACO!!!VALENTIM, ESTÁ FAZENDO O QUE PODE FAZER!!! VEJAM, QUE ESTÁ SEMPRE MUDANDO, TANTO JOGADORES, COMO ESQUEMA DE JOGO. DEIXEM ELE TRABALHAR EM PAZ!!! E PAREM DE CORNETAS! !! FALAM PARA ELE SAIR, MAS QUEM VIRIA? E NÃO TEMOS GRANA PARA ATENDER OS PEDIDOS DE UM NOVO TREINADOR. SE ACHAM RUIM COM ELE, SERÁ MUITO PIOR SEM ELE!!!! DÊEM FORÇA À ELE,E AOS JOGADORES!!! VAMOS SAIR DESSA SITUAÇÃO, COMEÇANDO NO PRÓXIMO DOMINGO, CONTRA O BAHIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *